Translate

Mussurunga ganha metrô e novo terminal de ônibus até fim do mês

O comerciário André Martins foi da Lapa para o Setor J, no bairro de Mussurunga, nesta terça-feira (5). A comerciante Patrícia Isaura seguiu de Pernambués para Stella Maris. Já o ajudante de pedreiro Marcos dos Santos saiu de Vilas do Atlântico para a Lapa. Entre a origem e o destino dessas pessoas estão, na Avenida Paralela, o terminal de ônibus de um lado e a estação do metrô de Mussurunga do outro. Quando os dois equipamentos forem entregues e estiverem em operação e integrada, até o fim do mês de setembro, os usuários terão mais facilidade para cumprir os trajetos que percorrem com frequência. 

 O novo terminal de ônibus, que vai reunir no mesmo espaço os ônibus municipais e intermunicipais, foi completamente reformado e ampliado pelo Governo do Estado. O presidente da Companhia de Transportes da Bahia, Eduardo Copello, lembra que o terminal estava com a área precária. “Foi feita a reforma completa, telhado, pisos e toda a parte funcional. Hoje é dotado de banheiros limpos, com vigilância, sinalização e tudo o que é necessário para o bom funcionamento e a orientação dos passageiros”, explica Copello. 

 O ajudante de pedreiro Nilton de Oliveira, 39 anos, destaca o que vai melhorar com a entrega do terminal. “Vou ficar livre desse engarrafamento da Paralela. Venho de Mussurunga, vou saltar do ônibus aqui, pegar o metrô, saltar na Lapa e sem pegar engarrafamento nenhum, com ar-condicionado. Vai ser legal". 

 A dona de casa Juvenilda Lopes, 63, também está ansiosa pelos novos equipamentos. “Vai melhorar bastante. Eu morava na Suburbana, onde tinha transporte toda hora. Aqui não tem. Eu pego ônibus no centro, salto aqui e tenho que ficar esperando mais um tempão para ir para casa. Com o metrô, vai ser bem melhor”. 

 Melhoria do trânsito

Além de quem usa o transporte público, quem ganha a vida na direção também reconhece os benefícios da integração do metrô ao ônibus, como André Luís Lima, que é rodoviário há oito anos. “O pessoal vai dar prioridade ao metrô, que é mais rápido. Tem gente que vai deixar de pegar carro para pegar a integração com o metrô e adiantar o lado".

 Copello acrescenta que as pessoas que chegarem de ônibus terão acesso ao metrô por meio da passarela, fazendo a integração e atendendo a toda a região. Serão beneficiados não apenas moradores de bairros como Mussurunga e Itapuã, como também de cidades vizinhas da região metropolitana, que chegam pela CIA-Aeroporto e pelo Litoral Norte. 

 Com a entrega das estações até Mussurunga, serão 17 quilômetros de trilhos, com 11 estações na Linha 2 desde o Acesso Norte, atendendo praticamente toda a Avenida Paralela. “O que também permite, com as integrações, que as pessoas possam usar um transporte coletivo de qualidade, deixando os carros em casa e minimizando os engarrafamentos na Avenida Paralela. Este é um ganho de qualidade de vida espetacular proporcionado pelo projeto do metrô”, ressalta Copello. 

 Repórter: Raul Rodrigues

Nenhum comentário: